Você sabia que a baixa umidade relativa do ar pode influenciar o rendimento do seu trabalho?

Tempo de leitura: 3 minutos

Sabe aqueles dias em que o tempo está super seco, a garganta fica irritada, dores de cabeça e alergias são constantes, e há uma enorme sensação de cansaço? Esses sintomas costumam aparecer quando a umidade relativa do ar fica abaixo de 30%. Essa baixa porcentagem é mais comum nos períodos de longa estiagem característicos do final do inverno, ou nos dias quentes de verão, quando ocorre a evaporação depois das pancadas de chuva.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o nível ideal da umidade relativa do ar, para o organismo humano, gira entre 40% e 70%. Para o Doutor Dráuzio Varella, médico oncologista, o tempo seco demais e baixa umidade do ar causam muitos danos para a saúde, como o ressecamento das mucosas das vias aéreas, que torna a pessoa mais vulnerável a crises de asma e a infecções virais e bacterianas, além de deixar o sangue mais denso por causa da desidratação, favorecendo assim o aparecimento de problemas oculares e alergias, além do ressecamento da pele.

001-01

Esses sintomas podem incomodar (e muito) na hora de cortar tecidos, por exemplo, já que muitos soltam “pelinhos” que podem irritar ainda mais o nariz e a garganta (veludo nem pensar…risos…). Além disso, o cansaço gerado pela baixa umidade pode prejudicar o rendimento no trabalho.

Como não podemos controlar as variações climáticas que afetam tanto o nosso organismo, o jeito é tomarmos alguns cuidados e algumas precauções que podem ajudar a melhorar a nossa qualidade de vida e desempenho enquanto estivermos trabalhando.

Dica 01: Lave as mãos com freqüência e evite ao máximo colocá-las no nariz e/ou na boca.
02: Mantenha o corpo sempre hidratado e beba muita água, mesmo sem sentir sede. Encha uma garrafinha de água e deixe-a em sua mesa para não se esquecer.
03: Procure comer frutas que são ricas em líquidos como laranja, melão e melancia.
04: Aplique soro fisiológico no nariz e nos olhos para evitar o ressecamento.
05: Deixe um potinho de creme hidratante próxima a sua mesa de costura para você hidratar com freqüência a pele do rosto e do corpo (principalmente das mãos que costumam ficar muito ressecadas).
06: Coloque toalhas molhadas, recipientes com água ou vaporizadores no seu ateliê. Isso ajudará a deixar o ambiente mais úmido.
07: Se no seu ambiente de trabalho possui um aparelho de ar condicionado, evite ligá-lo já que ele contribui para o aumento do ressecamento das mucosas, o que pode causar o risco de infecções nas vias aéreas.
08: Mantenha o local onde você borda, e/ou costura, o mais limpo e arejado possível. O tempo seco aumenta a concentração de ácaros, fungos e poeira.
09: Não use vassoura para limpar o seu ateliê, pois ela levantará o pó e o espalhará por todo o ambiente. Procure utilizar panos úmidos no lugar da vassoura.

A umidade do ar em nível baixo influi diretamente no desempenho do trabalho humano, por isso é muito importante seguirmos as dicas acima para evitar que ela prejudique tanto o rendimento de nossos trabalhos com bordados e costuras.

Até o próximo post!
Abraços especiais da equipe Delta Bordados.

Comentários

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.