Qual o melhor horário para bordar?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Sabia que existe um melhor horário para dormir, acordar, estudar, trabalhar e praticar exercícios físicos? Isso mesmo! Somos tão perfeitos que nosso corpo foi programado pela natureza para que funcionasse com a precisão de um relógio suíço.
No entanto, acabamos atrapalhando essa programação perfeita diante de pressões externas como o estudo e o trabalho; e a conseqüência disso são desgastes físicos e doenças diversas.
É preciso respeitar os ciclos de nossos relógios, pois isso nos proporcionará ganhos na qualidade de vida.

materia_relogiobiologico

Confira a seguir como funciona o relógio do organismo. Desta forma você poderá perceber qual o melhor horário para trabalhar na criação de lindos bordados.

Das 7h às 9h

7h
A partir das 6h, o corpo produz um hormônio, o cortisol. Entre 7h e 8h, a taxa de cortisol no corpo atinge a concentração máxima. Faixa horária ideal para acordar com facilidade. Voltar a dormir é um erro.
7h22
Programe o despertador para este horário. Especialistas acreditam que o organismo fica pronto para acordar após sete ou oito horas de sono. No entanto, pesquisas da Universidade de Westminster descobriram que pessoas que despertam entre 5h 22min e 7h 21min têm uma concentração maior do hormônio de estresse no sangue, Independente do horário que foram dormir e isso aumenta o risco de paradas cardíacas.
7h30
Tome café da manhã. A melhor coisa é tomar o café da manhã cerca de uma hora depois de acordar, segundo cientistas da Austrália. “O apetite está em alta neste horário”, explicou o pesquisador Brett Harper. Antes disso, o estômago não está pronto para a digestão e absorção.
9h
A endorfina, um analgésico natural, tem sua produção intensificada a partir das 9 horas, sendo este horário excelente para estimular o corpo (ginástica ou exercícios físicos).
Das 9h às 10h
9h
A taxa de serotonina está em seu apogeu. O prazer experimentado só será aumentado. Boa hora para ir ao dentista: as endorfinas, em alta nesse horário, são anestésicos naturais. Execute tarefas difíceis. As pessoas estão no estado mais alerta entre a primeira e segunda hora após acordar, segundo pesquisas. Este momento é quando os níveis de estresse e de açúcar no sangue estão mais altos. Por isso, a pessoa tem energia para lidar com situações de dificuldade, de acordo com o professor Simon Folkard, da Universidade de Wales.
10h
A serotonina (hormônio do prazer/ neurotransmissor) é produzida por volta das 10 horas. Ela é chamada de hormônio do prazer porque aumenta a libido e a disposição física e mental. A serotonina atua em conjunto com a endorfina, ainda dentro do horário desta, potencializando-a. Este, portanto, é o horário ideal para se fazerem tratamentos médicos, dentários ou outros, pois esses dois hormônios atuam como anestésicos.

Das 10 às 12h
10h
O estado de vigilância atinge o seu pico e a memória de curto prazo está mais ativa. Momento para refletir, discutir ideias e encontrar inspiração.
10h30
Coma algo. O ideal é estabilizar a queda de energia com um lanche rápido. Comer várias vezes ao dia ajuda o corpo a funcionar de forma mais eficiente do que se concentrar a alimentação em apenas três refeições diárias. Cérebro em velocidade máxima. Entre as 10h e as 12 horas, cessa o efeito da endorfina. Mais ativo e rápido, o cérebro raciocina melhor, memoriza, reflete, cria e se inspira em velocidade máxima, ficando mais atento a tudo. Ótimo horário para estudar, discutir e resolver assuntos ligados ao trabalho ou situações importantes, pois sua lucidez e calma estão em alta.

Das 13h às 14h
13h
Almoce. Os processos de digestão funcionam a todo vapor neste horário.
14h
Tome chá ou muito pouco café, pois, neste horário, o corpo perde energia. Apenas a esta hora do dia, a cafeína é indicada em doses adequadas.
Adrenalina
É entre as 13 e as 14 horas que há diminuição da liberação do hormônio da atenção – a adrenalina. A moleza de depois do almoço, portanto, não se deve só à digestão, mas também a uma queda dos níveis de adrenalina, o que desacelera o ritmo cardíaco. É por isso que, depois do almoço, alguns indivíduos ficam sonolentos. A sugestão nesse caso é um cochilo leve de 20 minutos, que fará retornar a boa disposição para a tarde que se aproxima.

Das 15h às 17h
15h
A forma física encontra o seu apogeu no meio da tarde, ao mesmo tempo que a capacidade intelectual diminui. Como não há produção de hormônios específicos nesse horário, os cronobiologistas ainda não encontraram uma explicação para o fato.
16h
Para estabilizar os níveis de açúcar no sangue e evitar comidas em exagero no início da noite, tome um iogurte às 16h. O ideal são iogurtes com baixo índice de açúcar e gordura.
17h
Exercite-se. Pesquisas na Califórnia descobriram que a hora melhor para a coordenação dos movimentos é às 17h. Neste horário, o hormônio do estresse – que pode danificar o sistema imunológico – está mais baixo. E assim você pode se beneficiar ainda mais da elevação da adrenalina proporcionada pela atividade física.

Das 18h às 21h
18h
O organismo fica mais vulnerável à poluição e ao monóxido de carbono a partir das 18 horas. Convém evitar os engarrafamentos. Nesse horário, a atividade intelectual e o estado de vigilância atingem novo pico. Às 18 horas, você está no seu mais forte em termos físicos. O melhor tempo para o treinamento de força é no horário das 6 da noite, de acordo com estudos de cronobiologia, pois seus músculos estão com mais resistência no início da noite. A temperatura do corpo é maior às 4 horas da tarde. Isso significa que o metabolismo do corpo está sendo elevado. Um pouco mais tarde, os músculos estão mais fortes. Os pesquisadores acreditam que o aumento do metabolismo faz as células musculares obterem seu melhor desempenho. Há mais argumentos a favor de o início da noite ser o melhor momento para o treinamento de força. Este é o momento em que a sua relação entre o hormônio anabólico testosterona e o catabólico hormônio cortisol é mais favorável. Isso significa que seus músculos se recuperam mais rapidamente depois da sessão de treinamento e, portanto, crescem melhor.
19h
Tome uma taça de vinho. Se você quer tomar uma taça de vinho, este é o momento. Mas não exagere, apenas deguste. Várias funções do organismo funcionam em ritmo mais lento ao final do dia e o álcool ajuda a relaxar ainda mais.
19h30
Faça uma refeição leve. Comer carboidratos e comidas gordurosas à noite provoca elevação dos níveis de açúcar no sangue e sobrecarrega o sistema digestivo, o que afeta a qualidade do sono. Prefira vegetais e saladas para o jantar.

Das 20h à 1h da madrugada
20h
Das 20 às 21 horas, as enzimas do fígado não estão atuando e, portanto, não poderão metabolizar o álcool. É por isso que no jantar o indivíduo fica mais predisposto a se embriagar. A melatonina (hormônio do sono) invade progressivamente o corpo a partir das 18h.
22h
Tome banho. A temperatura do corpo precisa estar em ordem para uma boa noite de sono. Um banho quente relaxa o corpo e ajuda a pessoa a adormecer. Não leia, assista televisão ou coma sobre a cama para ter uma noite tranquila. Das 22 horas à 1 hora da madrugada, o sono é muito importante, pois ele coincide com a produção de hormônios do fígado e do DHEA, hormônio do crescimento, que promovem a recuperação física e mental. O DHEA também é o hormônio da memória.

Fonte: www.curapelanatureza.com.br

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.